76 thoughts on “Trabalhar como psicólogo no Reino Unido – um guia pessoal

  1. Allan! Que maravilha a sua experiência! Parabéns! Deixa eu te perguntar: Eu já tenho formação superior e pós-graduação em outra área aqui no Brasil, contudo, penso em fazer o curso de Psicologia, a graduação. Você aconselha estudar aí em Londres? Você sabe me dizer se é muito complicado entrar em uma faculdade aí? Tenho inglês fluente, já morei no EUA. Vale a pena começar do zero (a graduação em Psicologia) aí? Me ajude, pois não encontro muitas informações. Bjus grande. Rejane

    • Olá Rejane,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Londres é uma referência tanto em psicologia quanto em psicoterapia. Você precisa entender o que deseja com esse career change, porque irá determinar o tipo de caminho a se escolher. Se você quer ser psicóloga de acordo com os termos daqui (como expliquei brevemente no post), então é provável que tenha que seguir pela via de um curso de graduação (3-4 anos) e depois pós graduação (5 anos), até poder atuar na área.

      No entanto, se o que você deseja é trabalhar com psicoterapia, é possível que você não precise fazer uma graduação de novo. Uma vez em Londres você pode se inscrever em alguns foundation courses, e ir seguindo em adquirir experiência com atendimentos supervisionados até que esteja apta para se inscrever num curso de formação em psicoterapia. Depende da área em que você já atua também, porque pode ser que considerem sua experiência anterior. Eu diria que este processo todo, até estar formada e credenciada para atuar como psicoterapeuta, demoraria uns 5-7 anos.

      Espero ter esclarecido suas dúvidas, fico à disposição.

      • Ola Allan, Tudo bem?

        Fiquei com 1 duvidas:

        1) nao tem como comecar a atuar como psicoterapeuta antes de concluir a pos?

        2) uma vez formada aqui como psicoterapeuta essa formacao eh valida no Brasil?

        Muita obrigada pelas informacoes!!

        Abs,
        Marina

        • Olá Marina.

          Tentando responder suas dúvidas:

          1- No momento ainda é possível atuar como psicoterapeuta aqui no Reino Unido antes de concluir uma pós sim, e até mesmo antes de se registrar/credenciar com as organizações profissionais. Isso porque o título de psicoterapeuta ainda não é protegido aqui, o que significa que qualquer um pode se chamar de psicoterapeuta, mesmo sem ter formação ou registro algum. O mesmo também se aplicava para o título de psicólogo, mas isso mudou se não me engano em 2009, e a partir de então só pode atuar e se chamar psicólogo quem for credenciado pela BPS e HPC (Health Professions Council). Eu acredito que muito em breve o mesmo acontecerá com a profissão de psicoterapeuta, o que vai impossibilitar qualquer um que não seja registrado e formado de atuar. De qualquer forma, não aconselho de forma alguma qualquer pessoa se aventurar a trabalhar como psicoterapeuta no Reino Unido sem a devida formação e registro. É bom notar também que uma formação em nível de pós-graduação é apenas um dos requisitos para o registro profissional, porque como mencionei no post, também é preciso 3 anos de experiência supervisionada (no caso de registro com a BACP), ter supervisão regular, cursos de aperfeiçoamento, ter seguro profissional (o que não se consegue sem registro), etc.

          2- Eu imagino que seja tão difícil quanto (se não mais) ter a formação estrangeira reconhecida pelo CRP no Brasil. É bem provável que a formação do Reino Unido não valha lá. A não ser que, assim como eu, você se forme no Brasil em psicologia (e possa assim se registrar no CRP), e faça uma formação psicanalítica aqui. Aí a formação seria melhor reconhecida.

          Espero ter ajudado. Fico à disposição.

  2. Allan,

    Muito obrigada pelas informações!

    Seria possível explicar brevemente como funciona a validação do diploma? Preciso fazer cadeiras em faculdades em Londres para ter minha formação equiparada?

    Obrigada!

    • Ola Roberta,

      A questao do reconhecimento do diploma geralmente é avaliada de forma individual, ou seja, cada caso um caso. De qualquer forma, é importante traduzir o diploma, o historico e as ementas das disciplinas, para que eles vejam se o seu curso de psicologia possui equivalencia com um curso daqui.

      Se voce quiser seguir pela via da psicologia, conforme expliquei no post, eu sei que existe a possibilidade de se fazer cursos de adaptacao caso seu curriculo academico nao seja reconhecido como equivalente. Quando me registrei com a British Psychological Society havia essa opcao, mas nao precisei, consegui me registrar direto.

      Pela via da psicoterapia ja nao sei se existe a possibilidade de cursos ou cadeiras complementares caso seu curriculo seja avaliado como nao suficiente para constatar a equivalencia. No meu caso o que fiz foi montar um portfolio constando meus cursos no Brasil, assim como meu mestrado e experiencia daqui. E felizmente aceitaram!!

      Espero ter ajudado.

      Kind regards,
      Allan Gois

    • Ola Larissa,

      Infelizmente nao tenho muita informacao sobre isso. Sugiro entrar em contato diretamente com a universidade inglesa da sua escolha, eles podem te informar em relacao aos criterios, procedimentos, etc.

      Kind regards,

  3. Allan,

    Primeiramente, muito obrigada pelas suas informações. Sou psicóloga formada pela UFRJ e também com interesse em psicanálise. Cheguei em Londres em 2010 e fiquei perdida quanto ao caminho que teria que seguir para exercer a profissão de psicoterapeuta/psicanalista aqui. Na ocasião, achei que seria um processo impossível e que teria que começar do zero. Acabei optando por fazer um mestrado em RH, mesmo não sendo a minha área de interesse principal, visando uma inserção mais rápida no mercado de tabalho daqui. Porém, 4 anos anos depois, começou a bater o desejo de retomar a psicologia, apesar do caminho tortuoso que terei pela frente. Estava justamente no google buscando informações que me esclarecesse um pouco sobre como prosseguir com a validação do meu diploma e encontrei seu post. Apesar de ter que trilhar um caminho próprio, o seu post fez acender uma luz.! E, o melhor de tudo, foi saber que é possível…

    Muito obrigada, mais uma vez!

    Rhaniele

  4. Olá Allan, obrigada pelas informações!! Eu acabei de chegar em Londres e estava pesquisando como validar meu diploma, quando me deparei com seu post. Eu sou formada há 14 anos, tenho pós-graduação em psicoterapia breve psicanalitica com 360 horas de formação, além de outras formações menores, tenho também um Mestrado em Psicologia da Saúde com quase 1000 horas….Voce acredita que posso conseguir trabalhar como Psicoteraphist? Já que voce citou no post a dificuldade que é o caminho da Psicologia?…Voce acredita que ainda terei que fazer formações complementares por aqui antes de começar a atuar? Pretendo, sim, fazer alguns cursos, mas somente daqui um tempo, quando for possivel. Seria pedir muito, voce por favor, me passar o caminho das pedras….o que fazer primeiro??? e tudo o que é preciso na trajetória da tradução e validação?? Muito obrigada, mais uma vez pelas informações. Cris

    • Prezada Cris,

      Obrigado pela sua dúvida.

      Seja bem vinda a Londres! Apesar do começo da jornada de cada um aqui nesta terra ser cheia de sonhos e ansiedades, é um momento muito importante para se aprender e buscar integrar tudo de novo que se apresenta neste novo contexto.

      Bom, quanto às suas questões em específico, não vou ser capaz de te dar o ‘caminho das pedras’, porque como mencionei no post cada um acaba encontrando o seu percurso e tudo varia muito de pessoa pra pessoa, isto sendo parte da essencial da experiência. Por isso, o que quis com meu post foi poder ajudar a levantar possibilidades a partir da minha experiência pessoal, mostrar que é complexo mas não impossível. Então eu não saberia te indicar passo-a-passo o que fazer, já que isso depende tanto da sua formação/experiência como também de como está o processo de credenciamento nos dias atuais, que deve ter mudado desde 2010 quando o fiz.

      Mas como considerações gerais, eu lhe aconselharia antes de tudo começar alguns cursos aqui, para conhecer colegas e entender como é o contexto da psicoterapia aqui na Inglaterra. Sem ter feito isso eu estaria fadado a tentar aplicar a minha experiência brasileira aqui, e isso não funcionaria de maneira nenhuma (o que também é verdade em outros âmbitos). O Instituto da Sociedade Psicanalítica oferece cursos (ex. Introductory Lectures) que são excelentes. Também aconselharia a buscar um placement (estágio) em algum setor de psicoterapia no NHS, ou em alguma charity (ex. Mind, Place2Be). Entre também em contato com a BACP (http://www.bacp.co.uk) e pesquise qual é o critério atual para se registrar como membro, e em seguida para se credenciar. Como disse, o processo deve ter sofrido alterações, então não poderia lhe dizer em detalhes o que fazer. Mas entre em contato que eles podem te ajudar.

      Só uma pergunta, estas horas que você cita são horas de atendimento com paciente em terapia, ou horas de curso? Porque quando eles pedem horas clínicas aqui eles se referem a atendimento.

      Fico à disposição se tiver mais alguma dúvida.

      Allan Gois

      • Olá Allan, tudo bem com você?? Em primeiro lugar, muito obrigada por sua resposta e pela sugestão. Respondendo a sua pergunta com relação ao meu mestrado, na verdade eu me expressei mal (acho que na hora de escrever comi palavras)…. As 1000 horas a qual me refiro, na verdade foi um aprimoramento que fiz no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP em São Paulo, na Psiquiatria. Era um trabalho voluntário, eu não tinha vínculo empregatício com a Instituição, portanto, eu tenho apenas uma declaração do hospital dizendo que cumpri estas horas de atendimento lá. Com relação ao mestrado não está especificado quantas horas eu trabalhei na pesquisa especificamente, consta apenas as horas de supervisão com a minha orientadora. Foi um Mestrado em Psicologia da Saúde, 2 anos, no qual fiz uma pesquisa em Resiliência e Meditação, tive aulas regulares fiz pesquisa de campo com um grupo de idosos e escrevi o trabalho. No Brazil isto me habilita a dar aulas em faculdades. O próximo passo seria fazer o Doutorado. A propósito, onde você fez faculdade no Brasil?? Muito obrigada novamente, Cris

  5. Boa tarde Allan, essas 150 horas de atendimento supervisionado são geralmente pagas pelas clínicas?
    Eu sou de Portugal e aqui para entrarmos na nossa Ordem temos que ter um estágio profissional de ano e meio e só muito raramente recebemos dinheiro pelo estágio.
    Muito Obrigada!
    Andreia Pereira

    • Ola Andreia.

      Se voce tiver sorte de encontrar um estagio remunerado, ou uma vaga como counsellor ou psychotherapist, ai sim as horas seriam pagas. Todavia, é um tanto quanto difícil antes de se estar devidamente qualificado.

      Kind regards!

  6. Ola Allan
    Meu nome e Claudia e fiz o meu mestrado (master’s degree) em Portugal, gostaria de fazer estagio professional (professional internship) ai em Londres mas nao sei por onde comecar, e aqui nao consigo que me esclarecam. Sabe me dizer onde tenho que me inscrever por favor? Ja vi varios sites mas nao esclarecem muito bem.

    Obrigada
    Claudia

    • Ola Claudia.
      Que tipo de estagio voce esta procurando? Se for na area de psicoterapia/psicologia, a melhor maneira é entrar diretamente em contato com departamentos de psicologia ou psicoterapia do NHS, ou entao com charities que oferecem ajuda em mental health. Infelizmente no NHS tem sido cada vez mais dificil, particularmente devido aos cortes aos setores de psicoterapia. Se voce tiver algum colega psicologo ou psicoterapeuta aqui que possa lhe oferecer um contato, seria vantajoso.
      Espero ter ajudado.
      Kind regards!

  7. Olá Allan, em primeiro lugar muito obrigada por compartilhar sua experiência pessoal!
    Eu me formei ano passado em Psicologia pela UFU, e no momento estou fazendo uma especialização em psicanálise. Estou planejando ir para Londres no ano que vem, pretendo ficar de 2 a 3 meses… Será que eu acho algum curso para eu fazer que dure apenas esse período que ficarei aí? Qual site você me aconselha já ir procurando?
    Aguardo resposta!
    Desde já agradeço sua atenção!

    • Ola Nathercia.

      Na clinica particular voce atende quantas horas quiser, e por isso pode fazer o seu proprio horario. Mas se sua pergunta se refere a conciliar um trabalho meio periodo com a clinica, tambem é possível.

      Espero ter respondido sua pergunta.

      Kind regards!

  8. Oi, Allan!
    As informações que você passou foram bastante válidas, mas ainda tenho algumas dúvidas, vamos lá, rsrs:

    Ainda estou me graduando em Psicologia na UFC. Meu interesse em trabalhar na Inglaterra começou quando vi a notícia de que o governo britânico estava em parceria com psicólogos comportamentais no que se refere a implementação de políticas sociais, etc; além de outros programas organizados ou instituídos pelo governo em parceria com profissionais que se baseiam nessa abordagem, que, no caso, é a que eu mais me identifico. Minhas dúvidas são relativas à questão financeira: posso tentar resolver essas pendências de diploma, etc, ainda aqui no Brasil, ou já preciso estar no Reino Unido – no caso, Londres seria o local mais adequado pra tentar resolver isso? -. Se sim, quanto mais ou menos é o gasto pra tentar se manter por aí até conseguir um emprego/exercer a profissão?

    No caso, eu teria que me tornar associada a algum órgão britânico específico em AC? Ou um órgão europeu bastaria?

    Desde já, agradeço!

    Abraços,

    Laísa.

    • Ola Laisa,

      Primeiramente, no que observo aqui na Inglaterra quase não se fala de analise do comportamento (Skinner, etc). O que se tem muito é CBT (Cognitive Behavioural Therapy – terapia cognitivo-comportamental). Hoje em dia é a modalidade de terapia mais oferecida no sistema de saúde, e tanto terapeutas formados em CBT quanto psicologos por formacao trabalham com essa modalidade de terapia. Tem um orgao espeficico para profissionais desta área, chama-se BABCP – British Association for Behavioural and Cognitive Psychotherapies. Nao sei como funciona o registro com eles, mas se for igual à BACP (orgao com o qual sou registrado), o processo é feito através do preenchimento de um extenso formulario (contendo estudo de caso, experiencias, etc). Por isso acredito que possa ser feito de qualquer lugar. Caso queira ir pela via do registro como psicologa (pela BPS – British Psychological Society), ai acho difícil eles aceitarem a formação do Brasil como equivalente a daqui, como expliquei no post. Seria preciso um doutorado aqui na Inglaterra). O orgao a se registrar tem de ser britanico, acho que o europeu nao se aplicaria.

      No entanto, assim como eu fiz, eu sugiro que venha para ca para se entender como é o contexto daqui, para se adquirir experiencia, etc. E mesmo se voce conseguisse o milagre de vir com os registro e validacoes todas em dia, ainda assim acho dificil chegar aqui e ja exercer a profissao.

      A vida em Londres é cara, principalmente moradia e transporte. Mas se voce tiver permissao de trabalhar (visto/passaporte), pode se manter com um trabalho qualquer, e ao mesmo tempo ir adquirindo experiencia ate estar pronta para atuar na profissao.

      Espero ter ajudado.

      Kind regards.

  9. Dear Allan,

    Um ano depois da publicação do seu “longo texto (que) ajude os colegas que sonham em um dia vir à terra do chá com leite” (chá com leite, quem diria que podia ser tão bom!), o seu objetivo continua a ser atingido. Este post foi o primeiro documento que eu li e aquele que mais ajudou no primeiro passo desta procura de associações reguladoras no Reino Unido.

    Concluí em Dezembro o meu Mestrado Integrado em Psicologia Clinica, em Portugal, e vou mudar-me para Nottingham muito brevemente. Como não tenho experiencia a nível de estágio profissional, contactei 4 das organizações que o Allan menciona. As repostas foram rápidas, e na maioria, bastante helpful.

    A resposta mais promissora veio da UKCP, que mencionou os tais cursos de acreditação, as diferentes escolas, etc.

    A BACP informou que, com o meu curso em Psicologia, não poderia atuar em councelling ou psycotherapy, e que deveria contactar a BPS, sendo que são eles o órgão regulador da profissão.

    A BPS, por sua vez, indica que não são eles o órgão regulador, mas sim a HCPC. Mencionam também a possibilidade de, com eles, prosseguir para o doctorate.

    A HCPC informa dos procedimentos de registo internacional, mas não elucida sobre a necessidade de training/formação para poder exercer.

    Como não possuo experiencia profissional (exceto um ano de voluntariado, uma vez por semana, como técnica de uma equipa de apoio móvel à população sem-abrigo e em risco da cidade de Lisboa; e o meu estágio curricular, durante o 5º ano do curso, enquanto técnica de apoio psicológica a vitimas de violência), penso que a opção lógica passará por me credenciar através dos tais cursos que a UKCP proporciona. Ainda não sei a duração ou os valores, suponho que varie consoante a escola escolhida (e que atue na área de Nottingham). Também não tenho ideia sobre a intensidade, será que estamos a falar de aulas em regime de full time, será que vou conseguir conciliar com a procura de um estágio, ou estes cursos são o estágio em si? As dúvidas são muitas…

    Também precisarei de esclarecer se, optando pela UKCP, será também necessário o registo com a HCPC.

    Escrevo este comentário não para colocar uma questão específica, mas mais para partilhar com o Allan, e todas as pessoas que poderão ler isto, o início da minha jornada, pautada por muitas dúvidas. Posto isto, claro que agradeço imenso (imenso mesmo) qualquer input, sugestão ou simples advice que o Allan possa ter… 

    Obrigada, e continuação do excelente trabalho neste blog!
    Ana x

  10. Boa noite Allan,

    Muito abrigada pelas informações tao esclarecedoras e por ter elaborado este blog. Tem sido muito útil.

    A minha pergunta é para a Ana Cristina Vieira da Silva, pois eu também concluí o meu Mestrado Integrado em Psicologia Clínica, em Portugal, estou a viver na inglaterra, em Leeds, e gostaria de trabalhar cá.

    Obrigada, Ana, pelo comentário que fizeste, ajudou-me imenso. Mas tenho uma dúvida: para fazeres os cursos que te foram sugeridos, isto é, pra te increveres, tens de apresentar o teu certificado final de curso? ou qualquer pessoa pode se inscrever (refiro-me a alguem que não tenha uma formação superior)?
    Seria incómodo pedir-te para me informares em relação aos custos e outros detalhes sobre os cursos, quando souberes? Caso não te importes, o meu e-mail é [email protected]

    Desde muito obrigada.

    Milda

  11. Prezado Allan,

    Eu e minha esposa temos lido seu post continuamente para podermos sanar diversas dúvidas e, ainda assim, venho recorrer à sua experiência e orientação:

    1 – Eu e minha esposa não temos cidadania europeia. Todavia devemos ir para Londres onde estou negociando com uma empresa. Neste caso eu teria o visto de trabalho e ela de acompanhante. Ela pode trabalhar tendo esse visto de acompanhante?

    2 – Minha esposa é formada em Psicologia desde 2005 aqui no Brasil. Ela possui especialização em Intervenções e Psicologia Clínica e está realizando Mestrado em Teoria Cognitiva Comportamental. Além disso, já atua profissionalmente na área clínica desde 2007, atuando com consultório próprio, crianças com transtornos mentais graves em centros de tratamento do Governo e dependentes químicos (álcool e drogas) também em órgãos do Governo. Assim pergunto:
    – Ela pode transferir o mestrado para o Reino Unido e terminar aí ou ela deve terminar aqui para depois validar o Mestrado aí?
    – Com essa área de atuação dela em transtornos mentais graves e dependentes químicos, qual linha você acredita que é seguida no Reino Unido: Psicologia ou Psicoterapia?
    – Qual órgão dos citados por você acima se enquadram nessa linha de trabalho dela para que ela possa se credenciar? BPS, UKCP, BACP ou BPC?
    – Sendo credenciada por algum desses órgãos ela já poderia atuar em paralelo ao Doutorado que ela fará após o Mestrado?

    Allan, por enquanto é isso rsrsrs (desculpe se me alonguei nas perguntas).

    Obrigado por sua ajuda e pelas orientações que você vem dado a todos.

    Grato,

    Leandro
    [email protected]

    • Prezado Leandro,

      Tentando responder a algumas de suas perguntas:

      1- Você deve se informar com o Home Office a respeito do tipo de visto da sua esposa. Mas até onde sei, se você está vindo com um visto de trabalho, ela como dependente teria permissão para trabalhar.

      2.1- Com relação ao mestrado da sua esposa, acho que ela deve procurar uma universidade ou instituição inglesa e conversar sobre a possibilidade de continuá-lo por aqui. Talvez a universidade no Brasil onde ela faz o mestrado tenha parcerias no Reino Unido? Vale lembrar que mestrado no Brasil (Stricto Sensu) é diferente dos mestrados daqui: ex. Master of Arts – MA, ou Master of Science, MSc – que são equivalente a cursos de especialização. O que mais se assemelha ao mestrado do Stricto Sensu seria o M.Phil – Master in Philosophy – que são mestrados de pesquisa.

      2.2- A meu ver a área da Psicologia (Psychology) poderia conter mais as funções da sua espoas, mas pra isso ela deveria seguir a formação pela BPS, ou seja, um doutorado profissionalizante de 5 anos até ela poder atuar como psicóloga. Com dependentes químicos ela poderia exercer também a função de Counsellor (Ex. Addictions Counselling), e pra isso precisaria se credenciar com a BACP. Uma alternativa seria tentar se credenciar como CBT Therapist, já que ela atua com cognitivo-comportamental. O órgão que credencia CBT é a BABCP (British Association for Behavioural and Cognitive Psychotherapies).

      2.3- Sendo credenciada ela já poderá atuar na área, lembrando que pela BPS só se é credenciado (Chartered) depois do doutorado.

      Espero ter ajudado.

      Kind regards.

  12. Boa noite Allan,

    Obrigada pelas informações, têm me ajudado imenso.
    Tenho uma pergunta: por onde devo começar, caso queira seguir pelo ramo da psicologia da saúde e trabalhar nesta área aqui?
    Sou recém formada em psicologia clínica, em portugal, não tenho experiência, estou a viver em Londres há 3 meses e gostaria de trabalhar cá mas, não sei por onde começar.
    Preciso da sua ajuda e orientação.

    Obrigada.

    Elen

    • Prezada Elen,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Infelizmente não conheço muito a área da psicologia da saúde, por isso não poderei lhe dar uma orientação mais específica. Mas como é psicologia, eu lhe sugiro entrar em contato com a BPS (British Psychological Society) ou com a HCPC (Health and Care Professions Council) e se informar quanto ao registro, ou sobre como obter experiência na área.

      Desejo-lhe boa sorte.

      Kind regards!

  13. Ola Allan, me formo ano que vem em psicologia e penso em ir para Londres para atuar como psicologa clinica, pelo o que eu entendi do que você escreveu em alguns posts acima a concepção de clinica é diferente…. No meu caso por exemplo, para abrir uma clinica em Londres e atuar com psicoterapia analitica o que eu preciso fazer? Muito obrigada!!! Suas mensagens ajudaram a esclarecer muitas coisas! Fico no aguardo.

    • Ola Julia.

      Como escrevi no post, vir para Londres e conseguir atuar na área como psicoterapeuta é uma jornada longa, mas não impossível. Tudo que poderia indicar (levando em conta minha trajetória e experiência) para se chegar a este ponto compartilhei no post, e por isso não saberia mais o que lhe dizer em específico. Resta-me desejar-lhe boa sorte!

      Kind regards.

  14. Boa Tarde Allan Gois,

    Antes de mais quero lhe dar os parabéns pelo seu blog que acredito que tenha ajudado imensa gente a esclarecer dúvidas e a motivar para novos desafios.
    Vivo em Portugal, fiz a Licenciatura em Psicologia (3 anos) e o Mestrado em Psicologia Clínica (2 anos) ao qual acabei em 2014, após ter terminado os estudos ainda fiz uma Pós-graduação em Sexologia Clínica (é uma área ao qual tenho grande interesse). Não tenho experiência como psicóloga porque a minha faculdade só exigia dissertação, ou seja, o estágio curricular não foi necessário. Neste momento estou a procura de estágio profissional porque para exercer a minha profissão a ordem dos psicólogos de portugal assim o exige. Mas, não existe grande abertura por parte das intuições e clínicas para estágios. Estou a pensar seriamente em ir para Londres para me dedicar aquilo que sempre sonhei fazer (psicoterapia, como em Inglaterra chamam), mas para isso tenho de estar inscrita na ordem dos psicólogos portugueses? O que é necessário fazer para exercer a profissão em Londres (Psicoterapia)? Eles dão equivalência ou tenho de tirar um novo curso? As minhas dúvidas centram-se… por onde vou começar?!

    Aguardo uma breve resposta.

    Cumprimentos,
    Ana Margarida Sousa

    Desejo-lhe um excelente dia de trabalho.

    • Prezada Ana,

      Obrigado pelo comentário.

      Tudo que poderia esclarecer em relação ao processo de chegar a estar apto para atuar como psicoterapeuta no Reino Unido compartilhei no post. O que poderia sugerir é que, quando em Londres, você buscasse algum Foundation Course (o instituto de psicanalise da sociedade Britânica, por exemplo, tem um). Nestes cursos eles podem oferecer a oportunidade de buscar estágios, e foi assim que consegui trabalhar como psicoterapeuta (ainda que não remunerado) pelo NHS. São bom também para ir se familiarizando com o contexto daqui, e para fazer contato com outros profissionais da área (ou pessoas que como você buscam estabelecer-se na profissão).

      Quanto à inscrição, é importante registrar-se com os órgãos daqui. Não saberia lhe dizer se a sua inscrição junto à ordem dos psicólogos em Portugal teria algum efeito no Reino Unido. Pode ser que se tenha uma parceria entre algum órgão daqui e o órgão português, mas não sei ao certo.

      Quando começamos as dúvidas são sempre muitas, infindáveis. São parte, porém, da trajetória e do aprendizado. Desejo-lhe boa sorte na sua jornada.

      Kind regards,

  15. Boa Noite Allan.

    Primeiramente parabéns pelo Blog e por toda sua disposição. Poucas pessoas estão interessadas em auxiliar como você, trazendo tantas informações pertinentes.

    Faço ensino médio no Brasil, tenho cidadania europeia, e meu pai (que mora em Londres) quer que eu estude lá. Estou em dúvida entre medicina e psicologia. acredito eu que, os processos para cursar medicina são bem complicados (fator que me desmotiva e me motiva a cursar psicologia, uma vez que seria mais fácil o processo de admissão.) Minha dúvida é: como seria a atuação caso eu curse psicologia numa universidade britânica? quantos anos para poder atuar? e o mercado de trabalho para psicólogos formados na Inglaterra? Se eu quisesse voltar para o Brasil haveria como atuar?

    Me perdoe o texto longo e as muitas perguntas, espero que compreenda.

    Desde já, Muito Obrigado!

    • Prezado Thiago.

      Obrigado pelo comentário.

      O curso de psicologia nas universidades daqui é muito diferente do que no Brasil. A começar que no Brasil o curso é uma formação, e no final dela a pessoa está em condições (pelo menos no que concerne à legislação) de se registrar no CRP e começar a atuar. Na Inglaterra se faz de início um curso undergraduate, que dura em geral 3 ou 4 anos. Este curso introduz entre outras coisas os conceitos gerais da psicologia e da uma visão geral dos campos de atuação do psicólogo. Ao se formar, o aluno deve buscar um pouco de experiência supervisionada (como assistant psychologist, ou com estágios), para depois tentar entrar num programa de doutorado, que será a formação em si. Depois do doutorado, que dura em geral 5 anos, o profissional poderá ser registrado e atuar sem restrições. Note que falo de psicólogo, e não psicoterapeuta, diferença que mencionei no blog. Vale então pensar o que você deseja com essa formação, que tipo de área você tem em mente (apesar de que o estudo e a experiência vão ajudando a se encontrar).

      O campo é bem amplo e tem bastante demanda para psicólogos.

      Quanto a voltar ao Brasil, imagino que a dificuldade de converter as qualificações devam ser tanto quanto, senão mais difícil do que psicólogo brasileiro vir atuar no Reino Unido.

      Desejo-lhe boa sorte.

  16. Boa tarde Allan!

    Primeiramente parabenizo-o pela forma clara e elucidativa como explica todo o seu percurso académico e profissionalizante, com o objetivo de ajudar os aspirantes ou psicólogos que estejam interessados em trabalhar em Inglaterra.

    Eu sou portuguesa, licenciada em Psicologia, com mestrado integrado em Psicologia Clínica. Neste momento, encontro-me à procura de um estágio profissionalizante para ser reconhecida e ingressar na Ordem dos psicólogos portugueses. Tendo como objetivo posterior emigrar para o Reino Unido, julgo que sendo membro efetivo da Ordem portuguesa, assim como a experiência profissional do estágio, me irão ajudar no longo caminho que me aguarda, ao nível da validação e reconhecimento profissional.

    Tal como o Allan, eu interesso-me pela área psicanalítica. Neste momento, faço grupanálise 3 vezes por semana (com objetivo de formação grupanalítica). O meu desejo é o de construir uma carreira como psicanalista e grupanalista. Para tal, estou disposta a investir na minha formação, tanto enquanto estou em Portugal, mas também, quando me encontrar em Inglaterra.

    A minha motivação para a futura emigração prende-se com fatores económicos. Eu estou disposta a investir numa carreira, aí no Reino Unido, sabendo que o processo, até conseguir trabalhar como psicoterapeuta, é longo… Passo a expor as minhas dúvidas: enquanto invisto em formações e estágios promovidos pelas instituições reguladoras (UKCP, BPS, BACP…), consigo-o, conciliando com um outro trabalho?; mesmo que este não seja qualificado, nem na minha área?; posso trabalhar como psychologist assistant antes, por exemplo?; se, em última análise, tiver de realizar um doutoramento, existiria bolsa, ou seria pago por mim?

    Resumindo, as minhas questões prendem-se à forma como poderia subsistir em Inglaterra, enquanto o decorre todo o processo, até poder trabalhar como psicoterapeuta.

    Muito obrigada pela disponibilidade,
    Ana Azevedo

    • Prezada Ana Azevedo,

      Obrigado pelo comentário.

      Em relação às suas dúvidas, é perfeitamente possível (e muito comum) conseguir conciliar estágios (remunerados ou não) com algum trabalho que viabilize seu sustento em Londres. Foi o caminho que percorri, pois trabalhei alguns anos num call centre enquanto fazia estágio em um setor de psicoterapia do NHS. Aliás, os restaurantes, pubs e cafés de Londres estão lotados de empregados que são mestrandos ou doutorandos (ou até formados), que trabalham e lutam até estarem aptos a exercer a carreira que escolheram.

      Quanto a trabalhar de Assistant Psychologist, não tenho muita informação, portanto seria melhor enviar suas dúvidas a BPS (British Psychological Society), pois é provável que você precise se registrar a título de Graduate Membership com estes.

      Desejo-lhe boa sorte na jornada.

      Kind regards,

  17. Boa Tarde Allan, Sou estudante de Psicologia estou no 4 ano e estou estudando as possibilidades de ir fazer uma pós graduação no exterior, gostaria de saber se no Reino Unido eu consigo exercer minha profissão e atender em clinica apenas tendo a Pós graduação ou ainda seria necessário fazer um mestrado para poder atender.Outra dúvida é que pretendo ir com o meu namorado que conseguiu recentemente a cidadania Européia isso ajudaria no meu caso ?

    Obrigada desse já

    • Prezada Jessica,

      Acho que o post responde sua pergunta em relação a exercer a profissao aqui no Reino Unido. Resumindo, é preciso um mestrado ou uma formação para se atender aqui, alem do registro. Com relação ao visto, o fato do seu namorado ser cidadao europeu so ajudaria se voces fossem casados.

      Kind regards,

  18. Ola Alla,

    Obrigada pelo esse seu guia pessoal, tem me ajudado bastante, mas eu estou um pouco confusa, de repente vc pode me ajudar ( ainda mais) 😉

    Antes de ler sua pag, ainda tinha em mente q a formação universitária em psicologia aqui no Reino Unido era igual a do Brasil ( ja sair psicólogo e poder atuar)

    Eu entro em setembro proximo no BSc (Hons) Psychology da BPP University. E fiquei triste vendo q tenho q fazer mais 5 anos de mestrado para ser psicólogo aqui. Bom de momento tenho interesse na psicoterapia e psicologia forense. Voce poderia me dar alguma dica/caminho que eu poderia seguir na Universidade?

    Muito obrigada pelo help.

    Abraços

    Gisele

    • Prezada Gisele,

      Peço desculpas pela demora em responder. É realmente angustiante perceber as diferenças de formação do psicólogo no Brasil e no Reino Unido. Angustiante porque em geral no Brasil a formação é bem pobre, e me entristece ver o despreparo do sujeito (eu incluso) ao se encontrar ‘habilitado’ para exercer a profissão, logo quando recebe o diploma. O aluno pode entrar numa faculdade psicologia aos 17 ou 18 anos, se formar aos 23 e já sair atendendo, sem necessidade de análise pessoal ou supervisão regular. Acho isso uma irresponsabilidade para com os pacientes. Claro que conheço muitos profissionais excelentes no Brasil, mas são colegas que tiveram de correr atrás do prejuízo, porque em termos de estrutura de formação as universidades e o CRP não ajudam muito.

      Então depois de ganhar alguma experiência aqui na Inglaterra eu percebo quão essencial é uma formação extensa, abrangente, que engloba sim o estudo acadêmico, mas ainda mais experiência clínica e de vida. E por mais pressa que nós temos em começar a carreira (e eu já senti tal pressa, coisa dos 20 e tantos anos!), alguns anos de formação ajudam a amadurecer os propósitos. Eu ouvi isso quando tinha 24 anos e não gostei, não aceitei, mas hoje percebo que é a realidade.

      De qualquer forma, acho que seu BSc vai lhe ajudar a se situar no trajeto que deseje seguir. Se depois do undergraduate você desejar seguir pela via da psicoterapia ou psicologia forense, eu lhe sugiro entrar em contato com alguns departamentos e tente conseguir um estágio.

      Espero ter ajudado.

      Kind regards.

  19. Oi Allan,

    Obrigada por compartilhar sua experiência.

    Estou interessada em passar um período em Londres estudando psicanálise. Sou graduada e bacharel em Psicologia pela UnB, especialista em Teoria Psicanalítica e mestre em Psicologia Clínica e Cultura pela mesma universidade, pelo Laboratório de Psicanálise e Subjetivação. Fiz vários cursos na Sociedade de Psicanálise de Brasília, e atuo em consultório particular há alguns anos, com adolescentes e adultos, norteada pela psicanálise.

    Não tenho interesse em permanecer definitivamente em Londres, mas de passar um período de cerca de 1 semestre, para experimentar cursos em psicanálise da perspectiva inglesa – que dialoguem com os autores com os quais me afino (Além de Freud, Winnicott, Klein, Green, Ferenczi), particularmente no que se refere à clínica com pacientes não-neuróticos.

    De antemão pensei em me vincular aos cursos da Tavistock. Vi sua sugestão sobre a Sociedade Britânica. Você poderia dar mais detalhes sobre as suas perspectivas e experiências sobre cada uma das instituições? Existe alguma que você indique para essa minha área de interesse?

    Agradeço desde já e desejo sucesso em sua jornada.

    Um abraço!

    • Prezada M.

      Muito boa ideia passar um semestre aqui em Londres, você não vai se arrepender. Além de cursos de media duração, existem muitos workshops, seminars, eventos, etc que você pode ir participando, um mais interessante do que o outro.

      Na sociedade britânica existe um curso chamado Introductory Lectures, que dura 2 semestres (pôde-se fazê-los separadamente) e cobre desde Freud, Klein, Bion etc até outros elementos e aplicações da psicanálise. São aulas semanais ministradas por psicanalistas da sociedade, seguidas de discussão em grupo. Eu fiz somente o segundo semestre, e recomendo. Existem também na sociedade vários outros cursos, envio o link para mais detalhes: http://www.psychoanalysis.org.uk/events.htm

      A Tavistock também tem uma imensidão de cursos, e também recomendo. Segue o link: http://tavistockandportman.uk/training/courses/

      O British Psychoanalytic Council (que regulamente os psicanalistas e psicoterapeutas do Reino Unido) também promove vários cursos interessantes: http://www.bpc.org.uk/training/other-courses/short-course

      Espero ter ajudado, e fico à disposição.

      Kind regards,

  20. Olá Allan, Gostaria de tirar algumas dúvidas consigo em relação a trabalhar como psicóloga em Inglaterra! é possível conversarmos por e-mail?

    Obrigada 🙂

  21. Olá Allan adorei a sua experiêcia. gostaria de lhe perguntar, no meu caso, neste momento estou no 2º ano de mestrado na área de Justiça e comportamento desviante, estou fazer o estágio académico aqui em Portugal e em principio vou terminar em Julho com a defesa de tese. como eu possa prosseguir ou encontrar o trabalho na minha área ai em Londres? será que possível por exemplo aprofundar a área Forense ali, porque área Forense é uma das áreas que gostaria de aprofundar e trabalhar futuramente, como eu faço? agradeço a sua resposta. cumprimentos.

    • Prezada Elda,

      Infelizmente não conheço muito a ara forense aqui em Londres, por isso não poderia lhe ajudar com relação a busca de emprego na área. Mas sei que a clinica Portman é uma referencia em psicoterapia forense, talvez você possa entrar em contato com eles para sanar suas dúvidas. Só pesquisar no Google: Portman Clinic LONDON.

      Boa sorte.

  22. Oi Alan, adorei teu blog. Super informativo.
    Amo o estudo da psicologia e tenho sonho em ser psicoterapeuta.
    Moro nos Estados Unidos mas estarei me mudando para a Europa já que meu noivo é polonês.
    Umas perguntas; queria começar devagar no ramo da psicoterapia. Você acredita que começar com cursos no campo de counseling e depois de estar trabalhando no campo ir para um master em psicoterapia seria um caminho? Existe essa possibilidade na Inglaterra? Queria a princípio um curso que fosse hands-on para, como disse antes, ir com o tempo me aperfeiçoando. Penso assim pois venho do campo das artes, me formei em Arte e cultura- Produção Cultural pela Federal Fluminense de Niteríoi-UFF, não tenho nenhuma base em Psicologia no meu bacharelado-undergrad.
    Em resumo, qual seria o seu conselho de alguém que vai começar do zero, tem 50 anos e gostaria de começar a trabalhar no ramo o mais rápido possível?
    Beijos

    Soraia

    • Prezada Soraia,

      Obrigado pelo comentário. Acho que é perfeitamente possível formar-se psicoterapeuta em qualquer época da vida. Na verdade, diferente do Brasil, qualquer formação no Reino Unido em counselling ou psychotherapy é uma pós-graduação, e muitos vêm de outras áreas. Nos meus cursos aqui encontrei jornalistas, escritores, artistas, economistas, filósofos, enfim, uma miríade de gente vinda de todo tipo de background, profissional e pessoal. Acho que sua idéia de começar com counselling e ir se aprofundando é um bom trajeto. Existem também vários cursos de foundation, que servem justamente para as pessoas conhecerem mais o campo. Sugiro os cursos do Institute os Psychoanalysis (http://psychoanalysis.org.uk/), particularmente o Introductory Lectures e o Foundations Course. Neste segundo há a possibilidade de se encontrar estágios supervisionados. Sugiro também desde o início buscar um psicoterapeuta ou analista pessoal, que vai te ajudar em todos os aspectos da jornada.

      Desejo-lhe boa sorte.

      Kind regards,

  23. Olá Allan, tudo bem?
    Em qual faculdade você se formou? Pergunto pra saber mais ou menos a grade..

    Acho que não entendi, você foi pra Londres depois de se formar e começou fazendo o que mesmo, mestrado? Assim, vc chegou ai já fazendo algum curso ou não?

    Tenho vontade de trabalhar como psicólogo ai, meu sonho é ser Coach, pensei em auxiliar o coaching com a psicologia (cognitivo comportamental por exemplo) ou na area de RH. Estou indo pro terceiro ano de psicologia na Unesp.

    Para trabalhar como psicólogo(abordagem TCC) e não psicoterapeuta, quais desses orgãos é preciso me registrar ?

    Muito obrigado pela atenção, abraços =)

    • Prezado Luis Pedro,

      Eu me formei na Unifil, uma faculdade do Paraná. Logo que me formei vim para Londres e já iniciei o mestrado, e fui fazendo alguns cursos paralelos.

      Não conheço muito sobre a formação em coaching aqui. Mas sei que para ser Cognitive Behavioural Therapist (CBT therapist) há uma formação específica, em nível de pós graduação também. O órgão que regula o CBT é a BABCP (http://www.babcp.com/).

      Desejo-lhe boa sorte.

      Kind regards,

  24. Meu sonho é morar no país da Rainha e atuar na minha área (psicologia), ainda sou acadêmica, estou no 9º semestre, me formo final deste ano. Seu post me ajudou a tirar algumas duvidas. Porem, meu único problema é que não falo Inglês. Meus planos são de me formar e ir estudar a língua em Londres mesmo ou em cidades pequenas. Tenho família que mora ai.

  25. Gostaria de atuar na área clinica, sou da psicanálise também. gostaria de saber quanto custa hora de atendimento ai? e se da para viver bem atendendo somente em clinica particular?

    • Prezada Thayna,

      Os honorários variam muito, tendem a ser mais altos em Londres e menores no resto do Reino Unido. Aqui em Londres varia desde £40 a £100 por hora.

      Desejo-lhe boa sorte.

      Kind regards,

  26. Olá, Allan. Tudo bem? Estou terminando a graduação em psicologia e gostaria de exercer a profissão de psicoterapeuta (abordagem psicanalítica) na Inglaterra. No entanto, para cursar o mestrado eu precisaria de uma bolsa de estudos. É possível fazer a sua trajetória contando com bolsa de estudos? Você sabe como funciona ou conhece outras alternativas? Além disso, gostaria de saber quanto tempo você precisou para ter um retorno financeiro, e se é possível viver de forma confortável com esse retorno. Obrigada.

    • Olá Flávia,

      Peço desculpas pela demora em responder.

      Se você conseguir bolsa de estudos, é possível sim viver e aos poucos ir se estabelecendo aqui em Londres. Não sei se ainda é assim (e se é o seu caso), mas com visto de estudante é possível trabalhar até 20hrs por semana. Quando fiz o meu mestrado eu trabalhava num call-centre por meio-período.

      Demora um pouco para se estabelecer (em todos os sentidos), mas é possível viver confortavelmente sendo psicoterapeuta. Eu comecei em 2011 na clínica particular, e acho que dentro de 1 ano já tinha um bom retorno.

      Todo começo é cheio de angústias e incertezas, mas tolerar e aprender com a experiência é o que vai determinar a sua trajetória, seja qual caminho escolher. Desejo-lhe boa sorte.

      Kind regards.

  27. Tudo é uma questão de desejo.Percebo que primeiro é preciso se estbilizar no brasil no sentindo de dinheiro guardar um bom dinheiro para pode ir é preciso planejamento das coisas.E no começo e com dificuldade,mas faça da dificuldade o seu desejo é ir com desejo..Estou no brasil mas,pretendo ir para londres para estudar e me aperfeiçoar e me atulizar sempre o psicólogo tem que se atualizar,pq ele não tem que ficar esperando as coisa cairem do cêu tem que ir em frente.Sabe se houver desejo vai execer a profissão.

    Muito esclarecedoras o seu post gostei

  28. Allan, primeiramente gostaria de te parabenizar pela tua trajetoria, empenho e dedicação! !! Eu sou apaixonada pela area Organizacional. Você sabe me dizer co momento é o mercado de trabalho nessa area ai em Londres? E como é chamada a area aí? Psicologos tbm?

  29. Olá Allan,

    Estou terminando a graduação no final do ano e como tenho família ai pretendo me mudar, porém minha área de interesse é a psicologia jurídica. Você saberia me dizer se é possível trabalhar com psicologia jurídica, educacional ou social ai?

    Obrigada!

    • Prezada Rafaela,

      Desculpe a demora em responder. Infelizmente não conheço muito da área jurídica aqui na Inglaterra (e nem no Brazil). Mas em geral, ao vir pra cá você terá de se inteirar em qualquer área que escolha atuar, e é provavel que tenha de adquirir experiência e fazer cursos complementares até estar apta a trabalhar na área. Não sei te informar qual seria a via para se trabalhar na psicologia jurídica, social ou educacional, mas sei que é a BPS que cuida das várias áreas dentro da psicologia. Talvez ajude entrar em contato com eles.

      Desejo-lhe boa sorte.

  30. Ola , o seu texto realmente ajudou muito , mas ainda tenho algumas duvidas .. Eu tenho 17 anos e me mudei para Londres faz exatamente um ano . Estudo aqui em uma escola normal , mais o meu nível de inglês ainda e ruim , e quero muito me formar em psicologia aqui em Londres , mais não por onde começar , ou qual caminho seguir! Muitos me falaram para ir para um College , onde eu poderia fazer cursos relacionados com o curso de psicologia , mais não sei se isso realmente e uma boa opção . Ou se talvez e melhor eu continuar na escola e fazer os GCSE para depois ir ao algum college ! Como você mesmo disse as coisas em Londres são bastantes diferentes do Brasil , então não sei o que realmente fazer , ou qual seria uma melhor opção ou escolha .E não sei se vai poder me ajudar , pois como eu pude ler , você já veio para ca com sua formação . Mais se poder me dar qualquer orientação em qualquer coisa que souber eu ficarei muito grata ! obrigado

  31. Olá Allan, estou cursando Psicologia no Brasil, tenho interesse em fazer uma especialização fora do país, e uma das minhas opções é em Londres na Clínica Tavistock, porém estou com dificuldades em descobrir como funciona e se eu realmente poderia estudar lá assim que me formar.
    Obrigada
    Isadora

    • Olá Isadora. Desculpe a demora em responder.

      Lá na Tavistock tem vários cursos, desde cursos de atualização (de breve duração), até formações (trainings) e cursos de mestrado. Não vejo problema em alguém formado no Brasil poder estudar lá, a questão é que alguns cursos, principalmente os de formação (ex. Adult Psychotherapy, ou em Child Psychotherapy) exigem uma experiência prévia, ou seja, alguns anos de experiência clínica. Mas alguns destes programas de treinamento oferecem cursos prévios, formando uma rota para a pessoa ir se formando. E nos mestrados mais acadêmicos dá para entrar logo após a graduação, como foi no meu caso.

      Desejo boa sorte.

      Kind regards.

Thoughts?